Se você teve a sorte (e a grana) para conseguir alguns ingressos e vai assistir a Copa do Mundo na Rússia, a dica do dia é: evite conectar o seu smartphone ou notebook em redes WiFi públicas. Segundo a Kaspersky, 32 mil redes públicas foram instaladas na Rússia para atender torcedores e mais de 22% delas estão com problemas de criptografia de dados.

As cidades com pontos WiFi mais perigosos são Kaliningrado (35%) e São Petesburgo (37%)

Isso significa que 7.126 pontos WiFi estão inseguros para a conexão. Ou seja: não realize transferências bancárias e faça logins em redes sociais, já que os pontos de conexão podem sofrer ataques e terceiros podem interceptar os dados trocados.

As redes WiFi públicas inseguras estão nas seguintes cidades: Saransk, Samara, Nizhny Novgorod, Kazan, Volgogrado, Moscou, Ecaterinburgo, Sochi, Rostov, Kaliningrado e São Petersburgo.

Entre elas, as cidades com pontos WiFi mais perigosos são Rostov (32%), Kaliningrado (35%) e São Petesburgo (37%). Enquanto isso, a cidade com o menor número é Saransk, com "apenas" 10% dos pontos inseguros.

Cupons de desconto TecMundo: