Que computadores e smartphones têm a capacidade de rastrear os usuários, todo mundo já sabe. Contudo, as TVs inteligentes também possuem essa capacidade, e muita gente não sabe. A Consumer Reports analisou televisores das marcas que mais vendem nos Estados Unidos para entender mais sobre isso, como a Samsung, LG, Sony, TCL e Vizio.

De acordo com a CR, todas as companhias rastreiam os hábitos de visualização dos usuários, mesmo quando a TV está desligada — isso é feito até por meio dos sons emitidos e indica ao fabricante uma média de tempo na frente da TV que o usuário fica. Porém, a Consumer Reports conseguiu hackear televisores com Roku de duas marcas: Samsung e TCL. O Roku é um sistema de entretenimento integrado similar ao Google Chromecast.

A própria Roku não gostou muito da descoberta e comentou o seguinte: "A Consumer Reports entendeu tudo errado"

A pesquisa mostrou a capacidade de atacantes controlarem a TV da seguinte maneira: aumentar/diminuir o volume, mudar de canal, reproduzir conteúdo ofensivo e conectar a TV no WiFi.

A Samsung comentou que checaria o mais rápido sobre como resolver esse problema em TVs com Roku. Por outro lado, a própria Roku não gostou muito da descoberta e comentou o seguinte: "A Consumer Reports entendeu tudo errado", notando que foi uma "descaracterização de um recurso".

"É triste que o recurso tenha isso relatado desta maneira. Nós queremos garantir aos nossos consumidores que não há qualquer risco de segurança", notou o vice-presidente da Roku, Gary Ellison.

Segundo Ellison, o recurso é uma API aberta que permite que apps de terceiros possam usar os comandos presentes na TV.

Cupons de desconto TecMundo: