A justiça do Reino Unido decidiu que o regime de vigilância de massa é ilegal. A decisão foi realizada após um caso levado pelo deputado Tom Watson, líder do Partido dos Trabalhadores local.

Segundo a decisão, partes significantes do Investigatory Powers Act de 2016 são "ilegais e precisam ser alteradas urgentemente". Entre as partes, polícias e órgãos públicos poderiam autorizar o próprio acesso para coisas como: dados confidenciais de celulares, mensagens trocadas e histórico de navegação — sem a necessidade de crime grave comprovado para justificar o acesso.

"O governo agora deve apresentar mudanças no Investigatory Powers Act para garantir que centenas de milhares de pessoas, muitas das quais vítimas ou testemunhas inocentes, sejam protegidas por um sistema de aprovação independente para acessar os dados pessoais. Tenho orgulho de ter desempenhado o meu papel na salvaguarda dos direitos fundamentais dos cidadãos", disse Watson.

Cupons de desconto TecMundo: