O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou a Samsung de 'perder' cerca de 50 mil mensagens trocadas entre agentes do FBI entre dezembro de 2016 e maio de 2017. A acusação foi feita no Twitter, e você acompanha a tradução literal logo abaixo:

"Em uma das maiores histórias registradas há muito tempo, o FBI agora diz que perdeu cinco meses de conversas entre os amantes Strzok e Page, talvez 50.000, e tudo bem na hora certa. Wow!". Outro tweet diz: "Onde estão as 50.000 mensagens importantes entre os amantes do FBI, Lisa Page e Peter Strzok? Estou culpando a Samsung!".

tweetTweet de Trump

Entenda essa história

Lisa Page e Peter Strzok são agentes do FBI que estavam investigando a relação entre o presidente norte-americano Donald Trump e o presidente russo Vladimir Putin. Page e Strzok foram afastados de seus cargos após uma investigação interna do FBI descobrir a troca de 50 mil mensagens entre os funcionários, indicando um possível relacionamento amoroso.

Trump acusa a empresa por causa de um "possível glitch" nos modelos entregues aos agentes

Entre o conteúdo revelado de algumas mensagens, o agente Strzok comentou que Trump seria um "idiota" e ainda teceu críticas negativas ao governo Obama e ao ex-candidato democrata, atual senador, Bernie Sanders.

Obviamente, a Casa Branca ficou "interessada" em obter essas mensagens, mas o FBI comentou que todos os textos sumiram, deixando cerca de 5 meses de conversas entre Page e Strzok totalmente inacessíveis.

Dessa maneira, Trump acusa a Samsung, da Coreia do Sul, de perder as mensagens. O governo custeou os aparelhos da Sammy para os agentes, por isso, Trump acusa a empresa por causa de um "possível glitch" nos modelos entregues aos agentes.

  • A Samsung ainda não comentou sobre o caso

Cupons de desconto TecMundo: