A Olimpíada de Tóquio 2020 tem tudo para ser um grande evento tecnológico. Se já tivemos um aperitivo disso durante a apresentação da cidade como a próxima sede dos jogos durante o encerramento de Rio 2016, aos poucos, mais informações surgem para confirmar essa ideia. A mais recente vem do site Japan Times, que fala sobre o uso de tecnologia de reconhecimento facial durante o evento.

Citando uma fonte anônima, a publicação afirma que os organizadores dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 vão escanear o rosto de todo mundo que estiver trabalhando nos jogos. Nisso se incluem não apenas a equipe de organização do evento, mas também atletas e profissionais da imprensa. A expectativa é que sejam realizados entre 300 mil e 400 mil cadastros.

A intenção do novo método é evitar problemas de segurança envolvendo o roubo de cartões de identificação de pessoas autorizadas a frequentar espaços não acessíveis ao grande público. Justamente por isso os espectadores não seriam submetidos ao sistema de reconhecimento facial e bastará a apresentação dos ingressos para obter acesso a ginásios e estádios.

Câmera de segurançaCâmeras vão identificar os rostos de todos que estiverem trabalhando durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Todos os cadastrados terão seus rostos verificados pelas câmeras sempre que entrarem em um ambiente restrito. Como o sistema terá as faces registradas em seu banco de dados, qualquer discrepância deve alertar os seguranças para que impeçam o acesso não autorizado.

O método será aplicativo tanto durante os Jogos Olímpicos, programados para ocorrerem entre 24 de julho e 9 de agosto, quanto ao longo dos Jogos Paralímpicos, que acontecem entre 25 de agosto e 6 de setembro.

Cupons de desconto TecMundo: