Dessa vez, não fomos nós, humanos, que fomos chutados de empregos para dar lugar a uma máquina. Se você não fecha com robô, essa notícia vai te alegrar: o Knightscope K-5, um robô-patrulha, foi demitido da organização San Francisco SPCA por não impedir vandalismo.

Vamos lá: a San Francisco SPCA é uma organização que cuida de animais. Ela estava buscando uma maneira de encerrar problemas como roubo de carros nos arredores, agulhas para uso de drogas deixadas por perto e até roubos realizados dentro de seu estabelecimento. A ideia foi colocar um robô-segurança chamado Knightscope, com 1,50 metro e munido de câmeras e sensores, para inibir essas ações.

Por outro lado, a atitude pegou mal: locais comentaram que a empresa estaria realizando uma ação agressiva contra os moradores de rua que ficavam por perto.

Demissão acertada, felizmente, o Knightscope não possui uma família para alimentar

"A SF SPCA explorou o uso de um robô para prevenir mais assaltos, vandalismo e pichações que ocorrem em nosso campus — não para atrapalhar as pessoas sem-teto ", disse a organização em comunicado na sexta-feira (15). "Claramente, não deu certo. "

A população local não gostou da história de ter um robô-segurança — que até conseguia capturar imagens de placas de carros e detectar sinais wireless que indicam ataques de rede. Por isso, o Knightscope foi atacado. Segundo a SPCA, os locais jogaram molho barbecue sobre o robô e depois o cobriram com uma lona.

A San Francisco SPCA respondeu sobre o ato dizendo: "Nós somos uma organização sem fins lucrativos que é extremamente sensível com o problema da falta de moradia".

  • Demissão acertada, felizmente, o Knightscope não possui uma família para alimentar.

roboRobô suicida?

Knighscope tirando um ano sabático e aproveitando para dar um mergulho

Cupons de desconto TecMundo: