O grupo hacker Shadow Brokers ficou conhecido após divulgar as ferramentas utilizadas pela NSA para espionar computadores e smartphones de alvos em todo o globo. Acontece que, obviamente, o grupo resolver levantar um dinheiro com a ação e criou um serviço de assinatura. Quem pagasse, receberia as ferramentas de hacking.

Segundo o próprio grupo, esse serviço é similar aos clubes de assinatura de bebidas, contudo, em vez de álcool, eles entregam exploits para Windows 10, backdoors e softwares invasores para roteadores, navegadores, celular etc.

O grupo hacker também pediu doações para realizar o trabalho e ganhou cerca de US$ 35 mil em bitcoins

Agora, um pesquisador de segurança do identificado como Wh1sks, postou no Steemit que "várias pessoas ainda estão pagando pelos malware da NSA", estimando que o Shadow Brokers ganhou cerca de US$ 88 mil em criptomoedas, no caso, a Monero. O grupo hacker também pediu doações para realizar o trabalho e ganhou cerca de US$ 35 mil em bitcoins, dessa vez.

Além do dinheiro obtido pelo grupo hacker, o pesquisador descobriu cinco endereços de email de pessoas que se registraram no serviço de assinatura. A Motherboard buscou contato com os emails, mas não teve resposta.

Como o veículo também notou, um dos assinantes postou em um post de blog há um mês que foi "enganado" pelo ShadowBrokers. Isso porque ele teria recebido apenas "ferramentas velhas e de baixa qualidade".

Para acompanhar mais notícias sobre segurança, acompanhe esta página.

Cupons de desconto TecMundo: