Como derrotar ursos que estão “aprontando as maiores confusões no espaço cibernético”? Se depender da Microsoft, no tribunal. Uma história publicada pelo Daily Beast na última quinta-feira (20) mostra que a empresa de Redmond obteve uma grande vitória na luta contra o grupo russo Fancy Bear – suspeito de manipular as últimas eleições presidenciais dos EUA.

Partindo do princípio que não é exatamente fácil lidar com esses hackers profissionais em seu próprio campo de batalha, a companhia capitaneada por Satya Nadella levou o caso à corte federal em Washington e processou os russos por violarem uma série de marcas registradas de produtos da casa. Como era esperado, a Justiça deu ganho de causa para a Microsoft.

A empresa ganhou controle sobre diversos domínios do Fancy Bear

Com isso, a empresa ganhou controle sobre diversos domínios registrados pelo Fancy Bear para ativar e gerenciar malwares instalados em computadores e dispositivos de vítimas espalhadas por todo o mundo. Agora, em vez de endereços como “livemicrosoft.net” e “rsshotmail.com” ficarem nas mãos dos hackers, todo o acesso feito a eles é redirecionado para servidores seguros da dona do Windows.

O mais interessante é que, uma vez que a Microsoft conseguiu controlar essas primeiras URLs, a empresa obteve uma visão bem mais ampla da rede de servidores dos cibercriminosos russos. O resultado disso? Em pouco tempo, a empresa resgatou mais 70 links maliciosos que estavam sob os cuidados do grupo hacker. No final das contas, os advogados da marca mostraram que podem fazer toda a diferença na briga pela cibersegurança.

Cupons de desconto TecMundo: