Pautas como vigilância de massa e ataques hacker são cada vez mais frequentes. Hoje, as guerras não são mais físicas, mas sim virtuais. Os crimes virtuais também aumentam consideravelmente e, o pior: estão cada vez mais refinados. Por isso, se você está conectado na internet, você também é um alvo.

Você pode ser alvo de duas frentes de "ataque" na internet, vamos chamar de quantitativa e qualitativa, apenas para proximidade e para explicar de maneira didática. No que toca a vigilância de massa, caso você não seja um alvo suspeito de qualquer instituição ou órgão, os seus rastros na internet ainda valem muito — principalmente sobre os produtos que você busca e consome. No caso, essa é a parte quantitativa.

O usuário de internet se torna um número: as companhias compram dados que mostram nichos de consumo e como elas podem chegar até você de maneira mais fácil — e governos também podem traçar nichos econômicos para pensar em ações. E tudo isso é apenas uma ponta de como essa área "quantitativa" pode ser usada.

Ransomwares podem até sequestrar o seu PC

A frente "qualitativa" já é mais perigosa. Digamos que essa busca atacar um alvo específico com fins criminosos: roubo de dados, informações e até dinheiro. Pela internet, existem malwares que podem desde roubar os dados de seu cartão de crédito até ransomwares que podem sequestrar o seu PC e exigir dinheiro para o desbloqueio.

Selecionamos algumas dicas para você fugir um pouco disso tudo e aumentar a segurança de seu computador e suas contas. Para algo mais pesado, principalmente sobre como navegar sem deixar qualquer tipo de rastro, você pode clicar aqui para saber como fazer isso.

Vamos lá?

Atualize o seu navegador

As atualizações lançadas por equipes de desenvolvimento não são "gimmicks". São implementadas novas APIs e correções de segurança. No caso, no Google Chrome, basta ir até o menu que se encontra no canto direito do navegador, abrir "Configurações", "Sobre" e checar se ele está atualizado.

Atualizado?

Extensões

Na área de "Extensões" do seu navegador, dê uma boa olhada no que está instalado. Existe alguma que você não usa e não pretende usar tão cedo? Desinstale. Você confia completamente na extensão? Não? Desinstale. Tome muito cuidado ao instalar qualquer coisa diretamente no seu navegador.

Extensões

Smartphone como muro

Quantas contas você tem na internet? Gmail, Outlook, Microsoft, Google, Facebook, Twitter etc. Caso você não saiba, todas oferecem a capacidade da verificação em dois passos. Ou seja, se alguém descobrir a sua conta, ainda será necessário o acesso ao seu smartphone para entrar em qualquer uma delas.

Vá até as configurações de privacidade/conta de cada serviço, procure pela verificação de dois passos e adicione agora o recurso.

Dois passos

Ache intrusos

Todas as redes sociais permitem que você cheque quem está ativo (com IP e tudo) na conta. Dessa maneira, é possível acompanhar se alguém está usando a sua conta escondido. Além disso, montamos um tutorial para você descobrir quem mexe escondido no seu PC — veja aqui.

O processo é praticamente o mesmo: vá até as configurações das redes sociais e plataformas, busque por áreas como "privacidade e conta" para encontrar o registro de atividades.

Registro de atividades

Tela de bloqueio

Essa é bem rápida e, se você não faz isso, é a prova de que simplesmente não liga de ter todas as suas contas invadidas. Coloque uma senha, um PIN, um desenho, ou qualquer coisa que seja para bloquear o acesso ao seu smartphone. Obrigado.

Tela de bloqueio

Adeus, geolocalização

O seu Twitter é público? Mude isso nas configurações. As postagens do seu Facebook são públicas? Mude isso nas configurações. Tudo é bem fácil de ser alterado, contudo, o Instagram pode ser o mais complicado — e também o que mais entrega a sua localização.

Caso não tenha percebido, o Instagram possui um mapa de fotos que simplesmente pode entregar a sua vida de bandeja para qualquer pessoa. Para bloquear postagens futuras nesse mapa, simplesmente não adicione um local em suas fotos.

Não adicione um local

  • Agora, para apagar a geolocalização das fotos anteriores, basta ir nas configurações encontradas na própria área de mapas. Acesse o mapas aqui:

Acessando o mapa

  • E ache as configurações aqui:

Apagando as geolocalizações

WiFi público

Conexões WiFi públicas são uma maravilha, não? São, mas você precisa tomar muito cuidado. Simplesmente, não compartilhe documentos nessas redes e cuidado com os sites que visita. Talvez seja até interessante usar algum app de VPN para mascarar o seu IP nessas redes. Afinal, você não sabe quem está por trás.

WiFi Público

Outras dicas

Aqui vão alguns pontos que você pode prestar mais atenção:

  • Webcam e microfone: se o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e o diretor CIA tapam as webcams e os microfones de notebooks, talvez seja uma indicação para você fazer a mesma coisa. Existem várias ferramentas de monitoramento que podem ativar a sua câmera sem você saber.
  • Senhas: esqueça arquivos digitais. O melhor local para guardar as suas senhas é a sua cabeça — se você for uma pessoa extremamente esquecida, pense em anotar em um papel físico e guardar em um lugar bem escondido.
  • Desconfie: desconfie de tudo. Links e download de programas entregues por meio de redes sociais por desconhecidos costumam ser malware.
  • Mensageiros: utilize mensageiros com encriptação de ponta a ponta, como WhatsApp, Telegram (chat secreto) e Signal. Além disso, se você receber algum link de um desconhecido, não toque e apague a mensagem. 

Cupons de desconto TecMundo: