(Fonte da imagem: Divulgação/Adobe)

Relatório publicado pela Kaspersky Lab com os 10 softwares mais vulneráveis aponta que a Adobe lidera a lista com as três primeiras posições. Os programas mais problemáticos da marca são o Reader, com 40,78% de vulnerabilidade, e o Flash, o qual apresentou 31,32% de brechas para invasões.

A empresa de segurança considera como ataque bem-sucedido aquele em que a pessoa mal-intencionada consegue tomar o controle do computador, após invadi-lo pelos programas avaliados. No caso dos produtos da Adobe, as vulnerabilidades foram consideradas “extremamente críticas”.

No relatório da Kaspersky, ainda aparecem softwares da Microsoft (OneNote), da Apple (QuickTime), da Oracle (Java) e o Winamp.

Cupons de desconto TecMundo: