Através de um comunicado publicado recentemente em seu blog oficial, a Microsoft anunciou que passará a notificar os usuários do Outlook/Hotmail caso suas contas sejam invadidas por órgãos governamentais de inteligência e espionagem. De acordo com o texto, a companhia avisará caso haja indícios de que o hacker responsável pela invasão da conta tenha sido “patrocinado pelo governo”, no caso de ataques mais sofisticados.

Tal mudança de política não foi efetuada à toa. Em 2011, a empresa descobriu que autoridades chinesas haviam invadido diversas contas do Hotmail – porém, em vez de emitir um alerta aos internautas, ela simplesmente se limitou a sugerir que suas vítimas trocassem suas senhas do serviço. Embora a Microsoft afirme não ter descoberto a origem dos ataques na época, uma investigação conduzida pela Reuters mostra que a decisão foi tomada após debates internos entre Scott Charney (chefe de segurança) e Brad Smith (que ocupava o cargo de conselheiro geral).

Ainda de acordo com a Reuters, as primeiras tentativas de interceptar comunicações do Hotmail aconteceram em 2009. As principais vítimas da suposta investigação chinesa foram diplomatas japoneses e africanos, tal como advogados especialistas em direitos humanos. Vale observar que outras grandes empresas de tecnologia – Google, Facebook e Yahoo – possuem há tempos a mesma postura adotada agora pela Microsoft, sempre avisando seus usuários caso seja detectado um acesso não-autorizado por parte de agências governamentais.

Na sua opinião, qual é o melhor e mais seguro serviço de email? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: