Através de um comunicado oficial, a ESET nos alertou sobre um novo ataque por meio do software malicioso conhecido como Blackshades. O programa que permite aos criminosos virtuais roubarem e controlarem informações pessoais e senha das vítimas – incluindo gravações de webcams e arquivos –, já afetou mais de 2 mil computadores ao redor do mundo.

De acordo com Raphael Labaca Castro, Coordenador de Awareness & Research da ESET América Latina, “a partir da compra desse software, é possível que os criminosos enviem um email com um arquivo que será aberto pela vítima e instalado na máquina sem que o usuário perceba”. Vale lembrar que o aplicativo Blackshades não foi criado para tal finalidade, mas, alguns criminosos virtuais descobriram que ele pode ser uma ferramenta útil para praticar crimes online.

Detectado pelo Laboratório de Investigação da ESET América Latina como worm e com a assinatura Win32/Ainslot, o malware já foi identificado em países como Holanda, Bélgica, França, Alemanha, Reino Unido, Itália, Canadá, Chile e Suíça. No Brasil, ainda não foram detectados casos de ataques por meio do uso do Blackshades.

Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil, ainda deu algumas dicas para que nós possamos nos proteger de possíveis ameaças: “é bom manter o sistema operacional atualizado, ter uma solução proativa de segurança da informação instalada e atualizada no computador ou qualquer outro dispositivo de acesso à internet, e nunca clicar em links ou fazer downloads sem ter certeza do conteúdo”.

Cupons de desconto TecMundo: