(Fonte da imagem: iStock)

Não é segredo para ninguém: estamos constantemente em contato com pragas virtuais dos mais diversos tipos. É a utilização consciente dos sistemas e também a proteção com softwares especiais que fará a diferença e garantirá a integridade de seus aparelhos. Atualmente, existem quase 200 milhões de ameaças diferentes soltas pela internet.

Mas o que elas representam? Os especialistas em segurança da McAfee criaram um relatório completo para dizer exatamente o que são essas pragas. O relatório é referente ao quarto trimestre do ano passado e representa dados bem atualizados. Confira agora mesmo.

Binários maliciosos assinados

Na grande maioria dos sites seguros, existem assinaturas digitais que são liberadas por autoridades de certificação digital. O problema é que existem técnicas de falsificação de certificados, o que transforma aplicativos maliciosos comuns em binários maliciosos assinados. Com essa assinatura, os usuários acabam confiando em arquivos que podem danificar seus computadores.

(Fonte da imagem: Reprodução/McAfee)

No relatório da McAfee, os especialistas em segurança digital revelam: “Os atacantes assinam o malware em uma tentativa de induzir usuários e administradores a confiar no arquivo, mas também fazem isso para evitar detecção por software de segurança burlar políticas de sistema.”. Somente no quarto trimestre de 2013, 2,3 milhões novos de arquivos desse tipo foram identificados.

Ameaças a dispositivos móveis

A McAfee revela: “Coletamos 2,47 milhões de novas amostras de malware móvel em 2013, sendo 744.000 apenas no último trimestre.”. Isso mostra que as ameaças a smartphones e tablets estão cada dia mais presentes em nossa realidade. Esses malwares podem ser obtidos por acesso a sites infectados, anúncios com ameaças integradas, mensagens de SMS com links e dowloads de aplicativos com malwares.

(Fonte da imagem: Reprodução/McAfee)

Entre as principais funções dos malwares dedicados aos dispositivos móveis estão o envio de informações sobre o aparelho (43%), spywares (31%) e instalação de backdoors (19%). Abaixo você pode conferir o gráfico completo sobre essas ameaças.

(Fonte da imagem: Reprodução/McAfee)

Total de malwares identificados

Entre malwares identificados no final de 2013 e os outros que já atuavam na internet mundial, a McAfee afirma que existem quase 200 milhões de ameaças atuantes na rede. Confira: “O zoológico” do McAfee Labs cresceu 15% no trimestre. Ele agora contém mais de 196 milhões de amostras de malware exclusivas.”. Dessa totalidade, confira alguns dos principais números:

(Fonte da imagem: Reprodução/McAfee)

  • Ransomware (vírus sequestrador): 1,5 milhão;
  • Rootkit: 1,6 milhão;
  • Ameaças relacionadas ao registro mestre de inicialização: 5,4 milhões;
  • URLs suspeitos: 13 milhões originados no último trimestre;
  • URLs de Phishing: 200 mil originados no último trimestre.

Cupons de desconto TecMundo: