(Fonte da imagem: Reprodução/Reuters)

Horas antes do evento no qual o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve anunciar mudanças radicais na maneira como a NSA opera, a Reuters já adianta alguns dos pontos que devem ser alterados. Entre as principais reformas anunciadas pelo político está o fato de que a agência não vai mais poder espionar ligações telefônicas sem ter motivações legais que justifiquem tal atitude.

Obama também deve anunciar mudanças na maneira como o órgão governamental lida com os metadados que obtém daqueles que são vigiados. Segundo a agência de notícias, o presidente decidiu que não cabe ao governo armazenar os dados dos cidadãos do país norte-americano.

A Reuters afirma que o presidente dos EUA não vai propor que o controle dessas informações passem a outras organizações, deixando a discussão em aberto para debates futuros. A intenção do governante é preservar as habilidades que a NSA possui para capturar dados ao mesmo tempo em que concilia isso com as liberdades civis dos estadunidenses.

Cupons de desconto TecMundo: