Mesmo que você não tenha nada a esconder de seu companheiro, ter o seu email invadido por ele pode ser um tanto incômodo, não é verdade? Pois de acordo com uma pesquisa realizada no Reino Unido e divulgada no Daily Mail, isso acontece com uma em cada dez mulheres britânicas.

Muitas vezes as mulheres podem nem desconfiar, dizendo a senha para o companheiro verificar algo importante ou mesmo usando uma senha que ele conheça de outros serviços online, por exemplo, como de banco, redes sociais ou algum cadastro comercial.

Além disso, as mulheres são propensas a usar senhas de datas de aniversário ou até deixá-las escritas num papelzinho. É aí que mora o perigo. Com a senha na memória (ou nas mãos), por mais que o homem seja correto, é difícil resistir àquela espiadinha.

Segundo o estudo, os homens fazem isso com muito mais frequência do que as mulheres. A pesquisa revelou que um em cada dez britânicos admitiu já ter acessado a conta da parceira sem o conhecimento dela, enquanto apenas 6% das entrevistadas disseram fazer o mesmo.

Nikki Sellers, que conduziu a pesquisa com 1.000 pessoas, afirma que a quantidade de senhas exigida pela vida moderna é cada vez maior, levando as pessoas a correr riscos de segurança não somente com invasões inocentes de parentes, mas também de hackers de contas bancárias, por exemplo.

São tantos códigos que as pessoas acabam anotando as senhas em papéis ou no próprio computador. “Mas isso é um risco enorme. Se for escrevê-las, trate a folhinha como um bem de alto valor”, disse Sellers. Portanto, meninas, se vocês não desejam ter o email invadido, tratem de guardar bem a senha ou trocá-la com frequência.

Via TodaEla

Cupons de desconto TecMundo: