A segurança dos nossos perfis em redes sociais, sites e outros serviços online é feita basicamente pelo uso de senhas. Contudo, segundo a publicação do site Wired, esse tipo de protocolo de segurança não é tão confiável quanto acreditamos ser – basta dar uma olhada na quantidade de notícias veiculadas no Tecmundo em que empresas foram hackeadas.

De acordo com essa matéria, a ideia de utilização de senhas pode ter surgido no Massachusetts Institute of Technology (MIT) – renomado centro de pesquisas tecnológicas dos EUA –, durante experimentos de sistemas que podiam ser acessados por várias pessoas. Com tal técnica, os cientistas podiam diferenciar tipos de usuários entre os colaboradores do projeto.

Todavia, a equipe de pesquisadores do MIT sabia que as senhas não eram tão seguras quanto gostariam. Para eles, um mecanismo de autenticação baseado em questões seria muito mais eficiente. Nesse caso, você teria que oferecer a resposta de uma pergunta que só você conheça ao invés de fornecer apenas um grupo de caracteres.

O grande problema para viabilizar esse recurso na época era a falta de espaço nos discos de armazenamento – os quais eram bem limitados na década de 60. Assim, os próprios idealizadores do sistema de senhas entendem que tal modelo de segurança é falho.

Cupons de desconto TecMundo: