Ficou todo animado com os descontos da Black Friday, da Cyber Monday e de Natal? Pois é, tem muita coisa valendo a pena mesmo, contudo, esse é o momento preferido dos golpistas cibernéticos. Pesquisas da companhia de segurança Karspersky Lab revelam que os ataques de phishing com fins financeiros nessa época do ano vêm crescendo a cada temporada.

Em 2014 e 2015, segundo as estatísticas de ameaças do Kaspersky Lab, o aumento de páginas fraudulentas que tentam roubar seus dados bancários foi de 9% no quarto trimestre: em 2014, subiu de 28,73% para 38,49% e no ano passado saltou de 34,33% para 43,38%. Os principais alvos são os sistemas de pagamento de lojas virtuais.

Atenção para os novos tipos ataque em 2016

Se por um lado as medidas de segurança evoluem para combater esses ataques, por outro, constata-se também a evolução no comportamento dos cibercriminosos brasileiros. Nesse final de ano, a moda é o phishing via SMS — e note que o Brasil ficou recentemente em segundo lugar em golpes por phishing, somente atrás da China — e a compra de anúncios em redes sociais: os bandidos criam páginas falsas, muito semelhantes aos sistemas de pagamento mais populares, e enganam os clientes com ofertas quase irrecusáveis.

Bandidos costumam usar redes varejistas famosas com ofertas tentadoras

Como evitar os golpes?

Qualquer um pode cair em ciladas digitais, até mesmo os usuários mais experientes, pois os malfeitores costumam se preparar bem antes de eventos como a Black Friday, a Cyber Monday e o Natal. Então, como evitar um inconveniente justo no final do ano? Abaixo você encontra cinco dicas muito úteis:

  • Não clique em links: evite ao máximo clicar em endereços, especialmente os desconhecidos. Essa é a forma mais comum das pessoas mal-intencionadas enfiarem um malware em sua máquina ou dispositivo.
  • Desconfie de mensagens SMS e anúncios do Facebook: essas modalidades são novidades nesta temporada, especialmente nas redes sociais. Duvide muito daquele iPhone 7 com preço de geração anterior. Uma boa forma de confirmar se a oferta é mesmo real é abrir uma página em branco e buscar o item com desconto no site oficial da rede varejista.
  • Verifique o nome do domínio e o cadeado de segurança: eis duas medidas simples que podem evitar muita dor de cabeça. Para saber se a navegação é segura, basta verificar se o site possui conexão SSL (o cadeado verde ao lado do endereço) e se a nomenclatura das páginas está correta. É comum os bandidos utilizarem links famosos com pequenas alterações, a exemplo de “sitedeconpra.com” ou “saitedecompra.com” ao invés de “sitedecompra.com”.
  • Verifique o dono do site: antes de concretizar a compra de uma oferta tentadora, sempre consulte a lista do Procon e a sessão “Whois” do Registro.br. É uma maneira rápida e prática de verificar quem registrou o site. Fuja se for desconhecido.
  • Instale em seu dispositivo programas anti-invasão: o mercado está cheio de boas e atualizadas soluções para manter o ambiente comercial digital mais distante das fraudes financeiras. Faça um boa pesquisa ou dê uma olhada em nossas sugestões.

Mesmo depois de todos esses cuidados, ninguém está totalmente a salvo dos bandidos na rede. Portanto, o ideal é sempre ler com cuidado as ofertas e efetuar os pagamentos com calma.

Cupons de desconto TecMundo: