Componentes do sistema

Fonte da imagem: divulgação/Guger Technologies

Pessoas com deficiência motora podem começar a ter esperanças em relação à utilização de computadores para comunicação. A empresa Guger Technologies (da Áustria) produziu um kit chamado intendiX, contendo um gorro de eletrodos (para captação dos sinais), um amplificador de ondas cerebrais e um software para interpretação das ondas.

Para isso, várias colunas com os caracteres são colocados na tela. O software faz com que as colunas pisquem até que cheguem à desejada pelo usuário, e em seguida é realizado o mesmo procedimento com as linhas. Em poucos minutos já é possível dominar o software de controle do intendiX, garantindo avanços na velocidade de utilização.

Nas primeiras versões da tecnologia, havia uma média de 40 segundos para a identificação de cada caractere ordenado pelos usuários. Hoje, a tecnologia já garante menos de um segundo para cada letra ou algarismo, garantindo muito mais dinamismo e independência para usuários que não podem utilizar as mãos para digitar.

O software já foi integrado a dois serviços muito utilizados para comunicação. O primeiro deles é o Skype, mensageiro instantâneo famoso em todo o mundo, e o segundo é o Twitter, serviço de microblogs que ganha mais adeptos a cada dia. O próximo passo da Guger Technologies é criar uma interface própria para a integração entre e intendiX e Twitter.

Outros projetos da Guger Technologies envolvem a utilização de interfaces de controle para objetos. Em testes e demonstrações, a empresa tem utilizado um robô controlado por um joystick para mostrar a rapidez na resposta dos comandos e ações dos sistemas. O usuário ordena o comando ao controle e este comanda o robô.

Cupons de desconto TecMundo: