Acácia-branca pode ajudar a purificar a água de forma barata e sustentável. (Fonte da imagem: Harvey McDaniel)
Um novo método para purificação de água foi desenvolvido por pesquisadores nos Estados Unidos e, em vez de alta tecnologia, ele usa areia e sementes da Moringa oleifera, a “árvore do milagre”, vulgarmente conhecida como acácia-branca.

A publicação do estudo foi feita no Langmuir, diário ligado à Sociedade Americana de Química (ACS na sigla em inglês), dos Estados Unidos. O processo de tratamento da água usando essas sementes é sustentável e de baixo custo, ideal para locais que ainda não têm acesso à água potável.

Segundo o site ScienceDaily, a pesquisa feita pela equipe da pesquisadora Stephanie B. Velegol aponta que a semente da Moringa oleifera contém uma proteína capaz de limpar a água. Entretanto, mesmo esse método seria caro, e é aí que entra o trabalho dos cientistas, pois eles criaram um jeito mais barato de realizar essa purificação.

Para isso, eles adicionaram à água um extrato da semente que contém uma proteína positivamente carregada. Esse extrato se liga aos micróbios, matando-os, com a ajuda da areia negativamente carregada. O método, chamado de “f-sand”, se mostrou eficaz para exterminar a E. coli, bactéria cuja epidemiologia é associada ao consumo de água ou alimentos contaminados por fezes humanas.

Para Velegol, “os resultados abrem a possibilidade de que o f-sand possibilite um processo simples e localmente sustentável para produzir água potável”. Se levarmos em conta o fato de a infecção por E. coli ser bastante comum em locais sem acesso a saneamento básico, a pesquisa vem bastante a calhar, pois é uma forma de combater as doenças decorrentes dessa situação.

Cupons de desconto TecMundo: