Adolescentes são propensos a ser mal-humorados, egoístas e imprudentes porque seus cérebros funcionam de maneira diferente quando eles fazem algo que gostam. Essa é a conclusão de um estudo realizado pelos professores Bita Moghaddam e David Sturman, da Universidade de Pittsburgh.

Segundo eles, essa é a razão pela qual os jovens tendem a correr mais riscos e ficam mais propensos a desenvolver doenças como depressão, vícios e esquizofrenias se comparados aos adultos. No estudo, a dupla percebeu que mais neurônios são ativados nos adolescentes quando eles recebem recompensas, tornando-os mais vulneráveis aos comportamentos impulsivos e viciantes.

As descobertas foram relatadas no Proceedings of the National Academy os Sciences, da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. Além dos testes com adolescentes, foram feitas análises com ratos, que demonstraram o mesmo comportamento. “Os adolescentes respondem muitas vezes de forma diferente do que os adultos ao mesmo tipo de estímulo”, explica Moghaddam.

Segundo a dupla, os estudos devem prosseguir, uma vez que o comportamento dos adolescentes e suas vulnerabilidades psiquiátricas são bastante complexos e analisar o funcionamento de diversas regiões do cérebro interagindo ao mesmo tempo é uma tarefa difícil.

Cupons de desconto TecMundo: