Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um método de detecção de anemia que utiliza apenas a câmera do smartphone e um pequeno conjunto de luzes de LED.

O aplicativo HemaApp, desenvolvido pelos cientistas e testado em um Nexus 5, faz uma análise da cor do sangue e estima a quantidade de glóbulos vermelhos presentes na corrente sanguínea. Para isso, ele grava um vídeo do dedo do paciente com as luzes do flash acesas. Se o número de células vermelhas for baixo, significa que a pessoa provavelmente tem anemia.

Os testes com o aplicativo conduzidos no Hospital Pediátrico de Seattle foram animadores. Embora o método ainda não seja tão preciso quanto um exame de sangue, ele teve a mesma eficiência do Masimo Pronto, um equipamento que custa algumas centenas de dólares e também utiliza LED para detectar a doença e medir o nível de hemoglobinas.

Um dos responsáveis pela invenção é o professor Shwetak Patel, que desenvolve várias formas de utilizar smartphones para baratear exames médicos. Outro sistema criado por ele usa o microfone do celular para monitorar a respiração de um paciente enquanto dorme, podendo detectar problemas pulmonares, como a asma.

A anemia afeta cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, a maioria causada por dietas com pouco ferro. O mais preocupante é que grande parte dos afetados vivem em regiões pobres do planeta e não têm acesso aos exames.

Com o novo método, a expectativa é de que os testes se tornem mais acessíveis em regiões com muitos smartphones e que sejam utilizados por equipes médicas em regiões onde não há celulares. Por enquanto, o aplicativo ainda está em fase de testes.

Cupons de desconto TecMundo: