De acordo com um relatório da IC Insights, a Samsung pode estar se preparando para tomar o lugar da Intel como a maior fabricante de semicondutores do mundo. Isso poderia acontecer muito em breve, tendo em vista que os negócios da coreana nesse departamento vão de vento em popa.

Além de desenvolver e produzir seus próprios chips Exynos e memórias RAM, a companhia ainda fabrica processadores e outros componentes baseados em semicondutores para empresas como a Apple e a Qualcomm. O próprio Snapdragon 820 deve sair das fábricas das Samsung.

Vale destacar ainda a dimensão numérica dessa possível troca de liderança no mercado. Enquanto em 2014 a Intel registrou vendas 36% maiores no mercado de semicondutores em comparação à Samsung no mesmo período, no segundo trimestre deste ano a diferença já caiu para 8%. Claro que os resultados consolidados de 2015 ainda estão longe de serem fechados, mas a situação pode ficar ainda mais favorável para a coreana nos próximos meses.

Mais concorrência

A Intel não parece estar deixando isso passar barato. A expectativa é de que as vendas gerais da norte-americana cresçam 8% até o fim do terceiro trimestre, e a Samsung já programou uma redução de 30% na fabricação de memórias DRAM para esse período. Basicamente, há muitas variáveis a considerar, o que gera cenários em que a criadora do Galaxy S6 pode ou não usurpar a posição da atual líder do segmento.

Contudo, no quesito tecnológico, a empresa não está nenhum pouco atrás da Intel. Ela já consegue produzir chips com arquitetura de 14 nm no modelo FinFET e já tem planos para chegar aos 10 nm em breve. Com tudo isso em jogo, é bom ficar de olho nessa competição e conferir com quem ficará a liderança até o fim de 2015.

Cupons de desconto TecMundo: