Parece que os negócios não andam muito bem para a Samsung nos últimos meses. Nesta terça-feira (7), através de seu site oficial, a sul-coreana divulgou o relatório de lucro operacional que diz respeito ao segundo trimestre de 2015 – que compreende os meses de abril a junho. Para esse período, a empresa espera uma queda de 4% no lucro, caindo de 7,2 trilhões de wons (equivalente a aproximadamente RS$ 19,7 bilhões) no segundo trimestre de 2014 para 6,9 trilhões de wons (equivalente a aproximadamente RS$ 19,2 bilhões) em 2015.

Caso os dados do relatório se mostrem verdadeiros, este será o sétimo trimestre com queda seguida nos lucros da Samsung, episódio que acompanha a redução da participação da linha Galaxy em alguns mercados. O problema não seria tão grande se não estivéssemos diante do lançamento dos dois flagships da sul-coreana, o Galaxy S6 e o Galaxy S6 edge, aparelhos que a empresa considerava serem "salvadores".

Galaxy S6 e S6 edge foram um fracasso? Não necessariamente.

Não confundam

Porém, é bom não confundir esses dados. O Galaxy S6 e o Galaxy S6 edge não representam um fracasso total para a Samsung. Considerando apenas os Estados Unidos, a empresa experimentou uma aumento de 30% em sua receita, o que garantiu que a companhia passasse a Apple e voltasse a ser a maior fabricante de celulares do mundo.

"As expectativas do mercado para as vendas do S6 foram muito exageradas", disse o analista Yoo Eui-hyung à Bloomberg antes mesmo que os números fosse divulgados pela Samsung. "Os analistas estão revisando para baixo a previsão de vendas do S6, pois a demanda pelo edge está sendo maior do que a oferta, enquanto a outra versão não está vendendo bem, por causa das limitações em relação ao iPhone 6".

Cupons de desconto TecMundo: