Fontes ligadas à Samsung Electronics indicam que a companhia passa por um momento de tensão interna, visto a expectativa de que muitos funcionários considerados “redundantes” devem ser demitidos em breve. A redução no número de empregados da companhia é resultado do desempenho abaixo do esperado que a companhia obteve este ano no segmento de smartphones.

Como se tornou tradicional entre companhias sul-coreanas, a fabricante deve anunciar os cortes durante o mês de dezembro. Durante o período, a empresa também deve divulgar quais de seus funcionários vão ganhar promoções ou passar por transferências internas.

Pressionada de um lado por aparelhos baratos produzidos por rivais como a chinesa Xiaomi e pela popularidade da Apple, a Samsung tem visto sua participação de mercado diminuir em anos recentes. Com isso, especula-se que o chefe de sua divisão mobile, J.K. Shin, pode estar próximo de deixar a empresa.

“As pessoas estão muito inseguras, até mesmo os gerentes seniores estão se questionando sobre o que pode acontecer”, afirmou um empregado da Samsung consultado pela Reuters. A fabricante, que costuma manter esse tipo de informação oculta até mesmo daqueles que vão ser afetados por ela, preferiu não fazer qualquer comentário sobre os rumores.

Cupons de desconto TecMundo: