Controle remoto das televisões série 9000, da Samsung.

Fonte da imagem: divulgação / Samsung

Depois da tecnologia LCD finalmente deslanchar por todo o mundo, a onda do momento são os televisores 3D. O único problema é que os produtos disponíveis até o presente momento para serem comprados requerem um óculos específico — bastante incômodo para os consumidores.

É por isso que a Samsung, grande empresa de produtos eletrônicos, afirma que as televisões com tecnologia de três dimensões, sem a necessidade de óculos especiais, não vão caber no bolso dos consumidores por um bom tempo. A estimativa para que os produtos fiquem um pouco mais acessíveis é de, pelo menos, 5 a 10 anos.

Se demorar todo esse tempo para ser um item comum nas salas de estar de países da América do Norte e Europa, com certeza vai demorar o dobro do tempo para isso acontecer no Brasil.

Primeira TV 3D sem óculos já tem previsão de lançamento

A Toshiba, entretanto, já tem planos de vender a primeira televisão 3D que não requer óculos especiais ainda em dezembro, com um preço estimado e equivalente a R$ 5000 para um aparelho de 20 polegadas (valor convertido com base no preço em ienes).

A tecnologia é exatamente a mesma do Nintendo 3DS, portátil que deve chegar ao mercado no início do ano que vem. Veja mais sobre a tecnologia no artigo "Como funciona o efeito tridimensional do 3DS".

Cupons de desconto TecMundo: