(Fonte da imagem: iStock)

Problemas com a segurança e o bem-estar de funcionários de fábricas parecem estar sempre presentes em noticiários. A mais nova empresa a ter sido julgada responsável por doenças em seus empregados foi a Samsung, acusada de ter causado o câncer de uma de suas funcionárias.

O governo da Coreia do Sul julgou a ação movida por uma pessoa chamada Kim (o nome completo não foi divulgado), que afirmava ter desenvolvido câncer de mama após ter trabalhado em uma fábrica da Samsung. Durante os cinco anos em que atuou na linha de montagem de semicondutores, Kim teria sido exposta a diversos materiais nocivos, como benzeno e outros produtos cancerígenos.

A funcionária, de 36 anos, faleceu em março.

Fábrica não teria condições apropriadas para seus funcionários

Segundo Kim, não era possível mensurar os níveis de exposição que os funcionários da fábrica da Samsung sofriam. De acordo com grupos ativistas, a companhia sul-coreana não conta com medidores de radiação em suas instalações, colocando em risco seus empregados. A empresa não confirmou ou desmentiu as alegações.

A justiça da Coreia do Sul achou que a relação entre o surgimento e a evolução da doença estavam fortemente ligados ao tempo em que Kim trabalhou para a Samsung. Por causa disso, a empresa coreana deve pagar o equivalente a quatro anos de salário para a família da funcionária.

Até o momento, a Samsung não se pronunciou sobre a decisão do tribunal.

Cupons de desconto TecMundo: