Segundo uma fonte ligada à Samsung consultada pelo Korea Herald, a fabricante sul-coreana estaria relutante em lançar um smartphone ou tablet dobrável no mercado. A fonte chegou a confirmar que a empresa será totalmente capaz de produzir em massa aparelhos do tipo em breve, mas não tem certeza se existe demanda para eles no mercado global. Isso porque um dispositivo com essas características seria consideravelmente mais caro que os top de linha de hoje.

Samsung estaria bastante preocupada com o lançamento de novas funções de hardware depois do fiasco do Galaxy Note 7

Além desse ponto, a Samsung também estaria bastante preocupada com o lançamento de novas funções de hardware depois do fiasco do Galaxy Note 7, que rendeu milhões em prejuízo para a companhia e ainda manchou a imagem da marca que estava em um ritmo crescente sem precedentes.

“A Samsung já será capaz de produzir celulares dobráveis em massa — mesmo que modelos premium sejam feitos em pequenas quantidades — lá pela segunda metade do ano que vem. Se for confirmada a demanda por aparelhos dobráveis, tablets — e não smartphones desse tipo — devem ser lançados, e com a tela virada para fora”, disse a fonte ao Korea Herald.

Duas possibilidades

Vale destacar que existem pelo menos duas possibilidades para o lançamento de aparelhos dobráveis com a tecnologia que se tem hoje. A primeira seria aquela em que o dispositivo “dobra para dentro” a fim de esconder e proteger a tela, e a segunda aquela em que o aparelho gira e deixa a tela para fora, ainda utilizável.

Nesse aspecto, uma possível pista de que a Samsung de fato tem planos concretos para lançar aparelhos dobráveis no mercado seria a divulgação de uma patente ontem, que nos deu uma ideia de como poderia ser o design de um smartphone desse tipo feito pela coreana.

Vale ressaltar que, apesar de o periódico coreano confiar na fonte anônima, isso ainda não passa de um rumor, uma vez que a Samsung ainda não fez qualquer comentário oficial acerca desse assunto.

Cupons de desconto TecMundo: