Um smartphone da Samsung pode ter sido a causa da evacuação de um avião em um aeroporto nos Estados Unidos na manhã dessa quarta-feira (5). A aeronave da empresa aérea Southwest encontrava-se estacionada em um portão de embarque do Aeroporto Internai de Louisville, no estado de Kentucky, às 9h15 da manhã, horário local.

A equipe do corpo de bombeiros da cidade foi chamada para atender a ocorrência e relatou que um celular da Samsung teria causado o início de um incêndio. Segundo os oficiais que estiveram presentes no local, o aparelho teria superaquecido ao ser carregado por um dos passageiros, Brian Green, dono do Galaxy Note 7 que causou o incidente.

Belo estrago

Além de alguns danos causados no dispositivo pelo superaquecimento, uma pequena queimadura no carpete da aeronave foi relatada. Nenhum outro prejuízo foi causado para a companhia aérea além do atraso do voo, que partiria em seguida para a cidade de Baltimore, próxima à capital americana.

Testemunhas do incidente afirmaram que sentiram cheiro de queimado logo após terem embarcado no avião

Quando o dono do smartphone percebeu que o aparelho estava muito quente e emitia fumaça, ele o atirou no chão e os comissários de bordo trataram de evacuar a aeronave imediatamente. Testemunhas do incidente afirmaram que sentiram cheiro de queimado logo após terem embarcado no avião e que quando o dispositivo foi lançado ao chão, chegou a queimar um buraco no carpete.

Para piorar, o smartphone era um Galaxy Note 7 substituído, ou seja, um aparelho novo enviado para o dono pela Samsung em troca de um anterior após os problemas de recall que a empresa sul-coreana teve com essa série. Imagens feitas por Brian Green e publicadas pelo The Verge mostram a caixa do dispositivo mostrando o ícone que o indica como aparelho de substituição e o Note 7 apresentando claros danos de queimadura.

O ícone na forma de um quadrado preto indica que o aparelho é substituto em um recall do Note 7

O Galaxy Note 7 que causou o incidente

"Tá pegando fogo, bicho!"

O pânico foi instaurado entre os passageiros principalmente pela falta de esclarecimento sobre o que estava acontecendo e o motivo pelo qual estavam sendo evacuados. O avião foi retirado de circulação temporariamente pela Southwest como medida de segurança e os passageiros foram reacomodados em outros voos.

"Não há evidências que esse ocorrido tenha alguma relação com o novo Note 7"

A Samsung foi contatada para dar esclarecimentos sobre o incidente, mas o porta-voz da empresa afirmou apenas que “não há evidências que esse ocorrido tenha alguma relação com o novo Note 7” – protagonista de uma série de incidentes envolvendo superaquecimento das baterias. Ele continuou: “Estamos trabalhando com as autoridades e com a Southwest agora para recuperar o dispositivo e confirmar a causa”.

Cupons de desconto TecMundo: