Quem vem acompanhando o famoso caso dos recalls do Galaxy Note 7 sabe bem que a Samsung está fazendo de tudo para conseguir todos os aparelhos restantes. E embora ela tenha recuperado boa parte deles ao redor do mundo, a situação é completamente diferente na Coreia do Sul: como comentamos anteriormente, o país ainda tem 140 mil unidades do phablet ativas.

A solução encontrada pela Samsung, por sua vez, vai ser bastante drástica e direta. De acordo com uma declaração da empresa ao site The Investor, a coreana estaria analisando o lançamento de uma atualização que impede por completo que os Galaxy Notes 7 possam ser carregados.

A Samsung está considerando forçar a atualização de software para o Note 7 na Coreia que pode limitar a carga de bateria do dispositivo

“A Samsung está considerando forçar a atualização de software para o Note 7 na Coreia que pode limitar a carga de bateria do dispositivo visto que a taxa de troca excedeu 90% aqui”, informou o porta-voz.

Vale notar que a companhia vem tomando atitudes semelhantes ao redor do mundo. Nos EUA e Europa, por exemplo, a Samsung lançou um update que também impedia o carregamento da bateria; já os usuários do phablet perderam vários de seus serviços no Canadá, e uma atualização geral originalmente limitou a bateria de todos os modelos do aparelho a carregarem até apenas 60%. Resta torcer que, com isso, os problemas com o Note 7 finalmente acabem.

Cupons de desconto TecMundo: