Se você acha que não havia motivos para tanto pânico com relação aos incidentes que forçaram a Samsung ao gigantesco recall do Galaxy Note 7, é melhor pensar novamente. Um novo caso envolvendo mais um phablet recém-lançado pela empresa explodindo durante o carregamento mostrou bem que mais e mais dispositivos da linha devem continuar a colocar pessoas em perigo.

O incidente foi relatado por um membro do reddit chamado Crushader, durante uma viagem de negócios para a cidade de Perth, na Austrália, sendo o primeiro caso na região. Segundo ele, a bateria do aparelho teria entrado em combustão durante a noite, enquanto era carregado em seu quarto de hotel (com ele dormindo logo ao lado do dispositivo). E não, ele não estava usando nenhum adaptador para o carregador.

Pelas imagens da galeria abaixo, já dá para imaginar que o estrago foi grande. Além de ter o Galaxy Note completamente destruído, ao ponto de ele nem mesmo poder retirar seu chip SIM ou seu cartão SD de dentro do aparelho, o incidente ainda causou danos no quarto de hotel, queimando os lençóis da cama e o carpete do local. O homem ainda teria queimado um de seus dedos quando derrubou o aparelho no chão durante o susto, aliás.

Como se tudo isso não fosse problema suficiente, o azarado dono do Galaxy Note 7 ainda recebeu um “adicional” de 1,8 mil dólares australianos – o equivalente a 4,4 mil reais – em suas despesas no hotel pelos danos causados ao quarto.

Ao menos essa parte da história aparentemente teve um final feliz: após Crushader entrar em contato com a Samsung, a companhia se prontificou a reembolsar o homem pelos estragos. Enquanto seu novo Galaxy Note 7 não chega, vale notar, o dono do aparelho destruído recebeu um Galaxy J1 como empréstimo da Samsung.

Felizmente, o final não foi dos piores, mas o redditor ainda deixa o aviso: “Por favor não use mais o celular, ele é perigoso e não vale o risco. Eu sabia do recall e entrei com minha aplicação para a Samsung assim que eles anunciaram oficialmente na sexta-feira, e agora, 3 dias depois, aconteceu comigo.”

E os casos continuam...

Não pense que esse foi o único novo incidente envolvendo o Galaxy Note 7, no entanto. Outro homem azarado – dessa vez do Condado de Horry, na Carolina do Sul – passou por uma situação ainda mais bizarra: Wesley Hartzog deixou seu phablet carregando na garagem de casa enquanto ia buscar suas filhas e, quando voltou, encontrou o local tomado por chamas, já cercado por bombeiros.

“Todos estavam lá, e eles realmente estavam na porta da frente prontos para entrar e fazer sua investida inicial”, contou Hartzog ao jornal WMBF News. “Sabe, você realmente nunca pensa que isso vai acontecer com você”, continuou o homem, que aparentemente foi vítima do segundo caso envolvendo um Galaxy Note 7 nos EUA.

Acima, você pode conferir o estrago causado pelo incêndio na garagem dos Hartzog

A causa do incêndio ainda está sendo investigada. Os investigadores da Brigada de Incêndio do Condado de Horry, por sua vez, afirmam que o fogo teve início na garagem da casa – mais exatamente, perto da parede onde o homem deixou seu Galaxy Note 7 carregando. Infelizmente, a moradia está agora condenada, forçando a família de Hartzog a ser realocada para um hotel enquanto esperam as investigações serem concluídas.

Resumindo: se você já comprou o novo Galaxy Note, é bom se apressar para entregar o aparelho para a Samsung. Do contrário, o preço pode ser muito maior do que você está preparado para pagar.

Cupons de desconto TecMundo: