Conhecida por não ter preços exatamente acessíveis, a linha Galaxy Note da Samsung pode estrear um novo patamar de preços no mercado brasileiro. Rumores recentes indicam que a companhia sul-coreana pode vender a próxima geração do dispositivo (o Note 7) por 799 euros na Europa, valor equivalente a R$ 3 mil.

O preço se refere à versão desbloqueada do dispositivo, que também deve ser vendido de forma mais acessível por operadoras que o vinculam a planos determinados. Mesmo assim, a notícia não é boa para o consumidor brasileiro, visto que impostos e outras taxas de importação costumam elevar bastante o preço dos flagships por aqui.

Basta lembrar que o Galaxy Note 5 chegou ao Brasil custando o valor inicial de R$ 3.799 e atualmente sai por algo entre R$ 2,7 mil e R$ 3 mil na maior parte das lojas que o vendem. Levando em consideração outros preços recentes, há quem cogite que o novo phablet da Samsung pode ultrapassar a marca dos R$ 5 mil em seu lançamento nacional — valor que tende a cair um pouco em questão de alguns meses.

Recorde ingrato

O valor proibitivo deve contribuir para diminuir a popularidade do dispositivo no país

Esse valor proibitivo deve contribuir para diminuir a popularidade do dispositivo no país, visto que o investimento não compensaria nem mesmo a presença dos esperados leitor de íris e do processador Snapdragon 823. Mesmo que a Samsung siga a rota da LG com o G5 e lance um produto “capado” por aqui, o produto resultante deve continuar apresentando uma cifra bastante elevada.

Vale notar que todas essas informações são baseadas meramente em especulações, o que significa que o cenário real pode se provar bastante diferente. Em todo o caso, só saberemos com certeza o preço oficial do Galaxy Note 7 e a disponibilidade do Galaxy Note 7 no Brasil após o evento Unpacked, que acontece em agosto deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: