Faz pouco tempo que a Lexus chegou aqui no Brasil, mas isso não a impediu de aparecer no Salão de São Paulo com grandes ambições para o mercado nacional. A montadora, conhecida por seus modelos de design arrojado (e com uma grade frontal enorme), se destacou mais que a Toyota, sua “empresa-mãe”, ao trazer ótimos destaques, mas deu indícios de que também pretende focar em um futuro híbrido e voltado para combustíveis alternativos.

Isso porque 32% das vendas da Lexus na América Latina são de veículos híbridos e, na Europa, esse número sobe para impressionantes 97%. Um dos modelos que a montadora escolheu para se tornar o estandarte desse futuro foi o belíssimo coupé LC 500h, apresentado pela primeira vez no Salão de Genebra deste ano e que, por sua vez, é derivado do LC 500 que foi apresentado no início de 2016 em Detroit.

O híbrido é equipado com um motor V6 3.5 e um motor elétrico que, juntos, geram o equivalente a 360 cavalos de potência e entregam 35,5 quilos de torque com a ajuda de uma transmissão automática de 10 velocidades. Tudo isso leva o LC 500h de 0 a 100 em menos de cinco segundos.

Visualmente, o modelo puxa a grade frontal que é uma marca registrada da Lexus e faz parte de uma filosofia de design que a marca chama de “L-Finesse” e a cor do carro que estava em exibição, chamada de Azul Estrutural, foi inspirado nas borboletas “Morpho” que vivem na América do Sul. Uma bela forma de agradar o mercado local, não?

Também exposto por lá estava o conceito LF-FC, um imenso sedã de luxo movido à célula de combustível e que, além de sua versão “montada”, teve seu chassi e sistema de propulsão expostos.

O grande destaque do LF-FC, além do uso de hidrogênio como combustível e também do seu design, é o fato de que o sistema multimídia do veículo é controlado através de movimentos em um holograma projetado em seu console central, sem a necessidade de toques para comandar funções de áudio e ventilação.

Saindo rapidamente do mundo das quatro rodas, a Lexus exibiu um hoverboard, chamado de Lexus Slide, em seu estande. O skate voador utiliza levitação magnética através da combinação entre nitrogênio líquido resfriado e ímãs permanentes.

Foi a primeira vez que o “brinquedo” foi apresentado por aqui e, apesar de aparecer realmente flutuando dentro de um vitrine, ele não estava disponível pra gente dar uma de Marty McFly no São Paulo Expo.

Agora, saindo do campo do que ainda não foi lançado por aqui, a Lexus também levou modelos que já estão disponíveis no mercado brasileiro, como é o caso do SUV NX200t e da RX350.

O primeiro já está disponível no Brasil desde o fim do ano passado e traz um motor de quatro cilindros 2.0 turbo de 238 cavalos de potência. O NX200t traz uma central multimídia com uma tela que não é touchscreen, mas que é controlada por uma espécie de touchpad.

Já o RX350 é mais arrojado e tem um ar ainda mais luxuoso. O modelo vem equipado com um motor V6 de 3,5 litros com 305 cavalos e 38 kfgm de torque, mais que o suficiente para movimentar o SUV que tem 4,89 metros de comprimento.

Como o foco é disputar o mercado com modelos como Volvo XC90 e Mercedes GLE, o RX350 vem com um recheio caprichado: são 10 airbags, controles de tração e estabilidade, faróis de LED, ar-condicionado dual zone, cruise control e suspensão adaptativa. Na parte multimídia, uma tela de 12,3 polegadas touchscreen que conta também com comandos de voz.

Cupons de desconto TecMundo: