(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

O setor de eletrônicos vestíveis cada vez ganha mais concorrentes, mas um dos principais produtos do mercado não será mais fabricado. Segundo informações divulgadas pela CNET na tarde de hoje (18), a Nike vai abandonar a pulseira FuelBand e está demitindo seus funcionários da divisão de hardware responsável pelo produto. 

Por email, Brian Strong, porta-voz da Nike, afirmou que a empresa deve manter o foco em outras prioridades, não deixando de lado as soluções digitais para a prática de esportes. Ele ressaltou ainda que o número de demissões será pequeno.

Entretanto, citando uma fonte desconhecida, a CNET afirma que ao menos 55 das 70 pessoas que trabalham com a FuelBand serão demitidas. Uma das pulseiras mais conhecidas do mercado, seu primeiro modelo chegou às lojas em 2012. No ano passado o produto ganhou uma segunda versão.

Ainda no final do ano passado, a Apple contratou Ben Shaffer, diretor de design da FuelBand, para trabalhar com tecnologias similares em Cupertino. A expectativa é que a empresa da Maçã entre neste mercado ainda este ano. Tim Cook, CEO da Apple, é também um dos membros do conselho de diretores da Nike.

Cupons de desconto TecMundo: