O que os spammers acharam disso? (Fonte da imagem: Reprodução/TechCrunch)

Um serviço que tem feito bastante sucesso recentemente no mundo mobile é o Snapchat. O app permite compartilhar conteúdo de forma privada com determinado grupo de pessoas, incluindo imagens e coisas do tipo. Ainda assim, como qualquer outra rede social, o serviço começou a sofrer com os spammers, que até criaram um novo termo, o “SnapSpam”. Para tentar limitar a atividade desses “robôs desocupados”, o Snapchat criou um tipo de CAPTCHA mais amigável, em que você deve selecionar as imagens em que é possível identificar o fantasminha do serviço para provar que é uma pessoa.

Com isso, todos os usuários que tentarem se cadastrar a partir de agora terão que fazer a verificação logo após inserirem dados como email, senha e nome de usuário. O problema é que, mesmo sendo uma solução bastante criativa para não irritar as pessoas na hora do cadastro com letras mirabolantes na tela — quando você não se depara com palavras em hebraico — o sistema pode ser burlado facilmente por um software de reconhecimento de templates. Há relatos de pessoas que conseguiram criar códigos para burlar a confirmação de segurança do Snapchat em apenas 30 minutos usando OpenCV.

Até o momento, a empresa criadora do Snapchat não se pronunciou sobre a facilidade de criar um software spammer que consiga burlar seu novo sistema de verificação.

Cupons de desconto TecMundo: