(Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail)

De acordo especialistas, as novas formas de comunicação, como mensagens de texto, Facebook e Twitter, estão se tornando uma muleta para adolescentes que estão apenas começando a se envolver em relacionamentos.

E mais: segundo o jornal The Daily Mail, muitos meninos estão usando esses canais com o propósito de fazer sexo, ao invés de tentar conquistar as garotas com mensagens românticas.

A psicóloga clínica da Universidade de Harvard, Catherine Steiner-Adair, testemunhou esse problema durante a realização de algumas pesquisas para o seu novo livro “"The Big Disconnect: Protecting Childhood and Family Relationships in the Digital Age" ("A grande desconexão: protegendo a infância e relações familiares na era digital", em tradução livre).

Perda de tato

Dra. Catherine entrevistou mil alunos dos Estados Unidos e encontrou várias situações em que mensagens sexuais estavam sendo aceitas como norma, de forma natural.

Ela cita um caso de uma menina de 15 anos, que recebeu uma mensagem do seu colega perguntando se ela era boa de cama. Ela respondeu afirmando que não pensava sobre isso. O rapaz, então, disse que queria fazer sexo oral com a garota, e que ela poderia ser sua namorada.

Esse tipo de mensagem obviamente magoa as meninas, mas, de acordo com Catherine, há algo a ser aprendido a partir dessas tentativas equivocadas de flerte.  Segundo a psicóloga, é superficial e insuficiente taxar esses meninos simplesmente como agressores.

Todos são prejudicados

Isso prova que eles realmente não sabem como se expressar, pulando alguns estágios convencionais da conquista. “É uma parte ruim da nossa cultura pensar que os meninos não são prejudicados. Nós estamos negligenciando a vida emocional deles”, afirma Catherine.

Ao entrevistar os meninos para o seu livro, ela observou que eles não pareciam compreender o impacto negativo que estas mensagens estavam tendo sobre as meninas.

Cultura popular baseada no sexo

Para Lola Ogunnaike, expert em mídias sociais, a culpa desse comportamento pode ser do acesso fácil à pornografia, e a sexualização da TV, cinema e até dos escândalos políticos. Isso deixou os meninos confusos sobre como interagir com as meninas da sua idade. Eles estão simplesmente imitando o que veem na cultura popular.

“Isso, inevitavelmente, ensina crianças e jovens que as pessoas em geral são baratas, descartáveis ​​e de fácil acesso. É um problema, porque as pessoas não estão promovendo relações verdadeiras", disse Ogunnaike.

Cupons de desconto TecMundo: