Facebook revela sala de reuniões interativa em realidade virtual

1 min de leitura
Imagem de: Facebook revela sala de reuniões interativa em realidade virtual
Imagem: Divulgação/Oculus
Avatar do autor

O Facebook lançou nesta quinta-feira (19) o beta gratuito do Horizon Workrooms, a nova ferramenta de trabalho remoto em realidade virtual (RV). O app funciona com o Oculus Quest 2 e permite até 16 usuários em RV dentro de um espaço interativo, além de outros 34 em chamadas de vídeo. Segundo Mark Zuckerberg, a empresa utiliza o programa internamente há seis meses.

A iniciativa traz opções como mesas de realidade mista, rastreamento das mãos e certos teclados compatíveis, transmissões de desktops virtuais, som espacial e integração com videoconferências. O software cria avatares personalizáveis e faz parte de um projeto de "metaverso" da companhia, que pretende se aprofundar no mercado de realidade aumentada e virtual através do Horizon.

Confira um vídeo de exibição com exemplos de funcionalidades abaixo.

Por ainda estar na fase de "demonstração", o serviço apresenta erros, como falta de sincronização entre a boca dos bonecos e a fala do cliente, bem como bugs de precisão no rastreamento de mãos. Por enquanto, o app não é compatível com os processadores M1 da Apple.

"Esses tipos de experiência, onde você pode sentir a presença das outras pessoas, são uma forma muito mais rica de interagir do que os tipos de aplicativos sociais que temos construído para celulares e computadores", complementou o CEO.

Você pode usar o controle do Oculus como uma espécie de caneta giganteVocê pode usar o controle do Oculus como uma espécie de caneta giganteFonte:  Reprodução/Wired 

Já que muitos não possuem o headset, o acesso através de conferências de vídeo "tradicionais" será possível por links compartilháveis. Existirá também a integração com o Outlook e o Google Agenda e a possibilidade de compartilhar arquivos.

Segundo um comunicado da companhia, o Workrooms não utilizará as conversas, imagens, vídeos e informações para fins publicitários, e o streaming de desktops só funcionará do computador para o Oculus – outras pessoas podem visualizar, caso o cliente permita. Ferramentas de denúncia de violações dos termos de uso também estarão presentes.