Twitter vai rotular perfis governamentais e de mídias estatais

1 min de leitura
Imagem de: Twitter vai rotular perfis governamentais e de mídias estatais
Imagem: Twitter/Divulgação
Avatar do autor

O Twitter vai começar a rotular perfis oficiais do governo e de mídias afiliadas ao Estado, com o objetivo de facilitar a identificação destas contas em meio a milhões de usuários na rede social. A novidade foi anunciada pela empresa nesta quinta-feira (6).

Haverá dois marcadores distintos. Um deles é para os “funcionários do governo, incluindo ministros das Relações Exteriores, entidades institucionais, embaixadores, porta-vozes oficiais e principais líderes diplomáticos”, de acordo com o comunicado divulgado pela companhia.

Inicialmente, este rótulo será usado para identificar apenas as contas dos países que fazem parte do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU): Estados Unidos, China, Rússia, França e Reino Unido. Futuramente, a marcação será ampliada para as autoridades de outros países.

As contas rotuladas trarão a bandeira do país ao qual estão vinculadas.As contas rotuladas trarão a bandeira do país ao qual estão vinculadas.Fonte:  Twitter/Divulgação 

Segundo o Twitter, as contas pessoais dos chefes de estado não serão identificadas por esta ferramenta, pois já possuem um amplo reconhecimento do público. Ou seja, os perfis de Donald Trump e de outros presidentes que utilizam a plataforma para representar seus países ficarão de fora da iniciativa.

Mídias afiliadas ao Estado

Já o segundo rótulo será utilizado na identificação dos perfis pertencentes a “entidades de mídias afiliadas ao Estado, seus editores-chefes e/ou funcionários seniores”, de forma semelhante ao que o Facebook começou a fazer, recentemente. A empresa define este tipo de mídia como os meios de comunicação cujos conteúdos são controlados direta ou indiretamente pelo Estado.

As organizações que são financiadas pelo governo, mas que possuem independência editorial, não receberão o rótulo. Neste caso, se enquadram empresas como a BBC, do Reino Unido, e a NPR, dos EUA.

Outro detalhe é que as contas incluídas nesta marcação e as mensagens publicadas por elas não irão aparecer mais nas recomendações do Twitter — tal medida não valerá para os perfis incluídos na primeira categoria.

Twitter vai rotular perfis governamentais e de mídias estatais