Investidor compra ações do Twitter e quer 'expulsar' atual CEO

1 min de leitura
Imagem de: Investidor compra ações do Twitter e quer 'expulsar' atual CEO
Avatar do autor

A rede social Twitter pode passar por mudanças radicais no comando em breve. De acordo com a Bloomberg, um investidor adquiriu uma parcela de ações da empresa e, como principal objetivo, pode forçar a saída do atual CEO e cofundador da companhia, Jack Dorsey.

O responsável pela alteração é Paul Singer, bilionário dono da Elliott Management, um fundo de investimentos norte-americano. Ele é conhecido como um dos maiores doadores do partido Republicano nos EUA, além de defender valores conservadores e atualmente apoiar o presidente Donald Trump, após fazer campanha contra ele no início do mandato.

Singer já teria colocado quatro novos membros no conselho do Twitter como forma de controlar cada vez mais as decisões administrativas. A quantia de ações adquiridas pela Elliott não foi divulgada, e a companhia não comentou a reportagem. Outras mudanças também estariam em vista, mas não foram informadas pelas fontes ligadas ao site.

Longa história

Dorsey, que no Twitter é dono do perfil @jack, está na companhia desde 2008 e já foi presidente do conselho em um período antes de assumir o cargo de chefia. Ele também controla as operações de outra empresa, o sistema de pagamentos Square.

Paul Singer. (Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

O executivo ainda é o grande defensor da não inclusão de um botão de edição em tweets e é bastante criticado por políticos como o próprio Trump, que acusa a plataforma de promover censura. Atualmente, o Twitter registra uma taxa baixa e relativamente estável de crescimento no número de usuários.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Investidor compra ações do Twitter e quer 'expulsar' atual CEO