Facebook e YouTube podem ser multados por conteúdo ofensivo no Reino Unido

1 min de leitura
Imagem de: Facebook e YouTube podem ser multados por conteúdo ofensivo no Reino Unido
Avatar do autor

O governo do Reino Unido planeja proclamar guerra contra empresas de internet que não se movimentarem para retirar conteúdo sensível do ar. Entre esses veículos estão InstagramFacebook e YouTube, três das redes sociais mais usadas do mundo.

A intenção do governo é indicar um regulador de telecomunicação e radiodifusão do Office of Communications (Ofcom), órgão regulamentador do país, afim de garantir que todas as empresas de tecnologias que falhem em retirar conteúdo tido como tóxico de suas plataformas tenham que pagar multa no valor de até 5% de sua receita, podendo ser impedidas de funcionar no país europeu.

Um problema que vai além do conteúdo em si

O crescimento das redes sociais pode ser encarado como um marco para a disseminação de conteúdo sensível, apesar dos esforços que empresas como Facebook e Twitter têm empregado a fim de reduzir a prática. É válido pontuar a sensibilidade do assunto, lembrando do caso da Cambridge Analytica, que teve acesso ao dados vazados de milhões de usuários do Facebook, permitindo que a equipe de Donald Trump impactasse inúmeros estadunidenses.

É esperado que outras plataformas, como Instagram e YouTube, também precisem aumentar a vigilância para impedir que mais conteúdo sensível seja compartilhado. Além das redes sociais, essa ofensiva do governo britânico engloba serviços de TV e outras plataformas de compartilhamento de vídeo.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook e YouTube podem ser multados por conteúdo ofensivo no Reino Unido