Imagem de: Twitter proíbe posts que desumanizam grupos religiosos
Fonte: Pixabay

Twitter proíbe posts que desumanizam grupos religiosos

1 min de leitura
Avatar do autor

Twitter anunciou nesta terça-feira (09), por meio de seu blog, que atualizou as regras de conduta contra ações de ódio da rede social. A mudança proíbe linguagens que desumanizam grupos religiosos.

Veja alguns exemplos do que não será mais permitido:

twt(Fonte: Twitter/ Reprodução)


Os Tweets dizem “Precisamos exterminar os ratos. Eles [Grupos religiosos] são repugnantes”;“ [Grupos religiosos] são vírus. Eles estão deixando o país doente”; "[Grupos religiosos] deviam ser punidos. Nós não estamofilthyis imundos”; "Nós não queremos mais [grupos religiosos] nesse país. Já chega destas larvas”.

Decisão conjunta

O Twitter comunicou que a regra foi construída com base nos comentários de oito mil usuários de 30 países sobre como melhorar a plataforma. Os principais temas discutidos foram a clareza da norma, sua abrangência e aplicabilidade.

O texto publicado no blog da rede social afirma que a atualização faz parte da política da empresa de estar conectada com o momento e de evitar riscos para as pessoas fora da plataforma:

Criamos nossas regras para manter as pessoas seguras no Twitter e elas evoluem continuamente para refletir as realidades do mundo em que operamos. Nosso foco principal é abordar os riscos de danos offline e pesquisas mostram que a linguagem desumanizante aumenta esse risco. Como resultado, após meses de conversas e feedback do público, de especialistas externos e de nossas próprias equipes, estamos ampliando nossas regras contra a conduta odiosa para incluir uma linguagem que desumaniza outras pessoas com base na religião.

Para que os tweets que desumanizam grupos religiosos sejam removidos eles devem ser reportados. Todos os posts com essa conduta serão apagados e, a partir de hoje, as contas que os publicarem serão descontinuadas.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Twitter proíbe posts que desumanizam grupos religiosos