Imagem de: No Reino Unido, 30 mil seguidores tornam você uma celebridade no Instagram

No Reino Unido, 30 mil seguidores tornam você uma celebridade no Instagram

1 min de leitura
Avatar do autor

A Advertising Standarts Authority (ASA), órgão do Reino Unido que regulamenta o padrão de propagandas no país, bateu o martelo e disse pessoas com 30 mil seguidores no Instagram ou mais já podem ser consideradas uma celebridade virtual.

A “decisão” veio de uma polêmica envolvendo um influenciador digital e a marca de remédios Sanofi. O influenciador em quesão teria feito postagens mostrando e falando sobre um anti-histamínico e remédio para dormir da marca, o que é proibido pelas regras da ASA.

O órgão disse que, como as postagens da celebridade do Instagram eram consideradas propagandas, estariam contra as regras. A Sanofi ainda argumentou dizendo que os 32 mil seguidores que o influenciador de lifestyle tinha não eram comparáveis às "verdadeiras" celebridades do Instagram, como o ator Stephen Fry (com 359 mil seguidores) e o ex-atleta David Beckham (com 55 milhões).

Apesar da resposta da Sanofi, a ASA disse que os mais de 30 mil seguidores definiam o blogueiro como “uma celebridade para fins de publicidade”, afinal, 30 mil pessoas é um número considerável de expectadores.

(Fonte: Pixabay)

Celebridades do Instagram pelo mundo

Em certos países, há regulamentações para propagandas feitas por celebridades, porém, os órgãos responsáveis por isso ainda sofrem para definir o quão “famoso” alguém precisa ser no Instagram para ser considerado uma celebridade.

Nos EUA, já houve denúncias da Comissão Federal do Comércio (FCC, na sigla original) contra celebridades do YouTube por propaganda enganosa, o que levou o órgão a ficar de olhos nos influenciadores que não divulgam que o que estão mostrando em stories do Instagram, vídeos no Youtube ou qualquer outra rede social é, na verdade, uma propaganda.

A indicação da FCC é que ninguém que tenha blog, canal no YouTube ou perfil no Instagram fale sobre produtos com os quais tenha algum tipo de ligação, mesmo que você tenha pouquíssimos seguidores. Caso seja um “publi” de verdade, pelo menos no Brasil, a regra é deixar explícito que é uma publicidade, para não enganar os seguidores.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
No Reino Unido, 30 mil seguidores tornam você uma celebridade no Instagram