Zuckerberg defende que divisão do Facebook não resolve nada

1 min de leitura
Imagem de: Zuckerberg defende que divisão do Facebook não resolve nada
Avatar do autor

Em participação no Aspen Ideas Festival, Mark Zuckerberg se posicionou contra a ideia de políticos, como Elizabeth Warren, de que as grandes empresas deveriam ser repartidas para garantir a competitividade e inovação.

O debate foi estimulado por um professor da Universidade de Direito de Harvard. O CEO do Facebook afirmou que repartir a empresa não representaria uma solução porque o problema está em como as redes sociais influenciam as pessoas e não quem as comanda.

"Eu acho que a integridade das eleições é realmente crítica, remover conteúdo nocivo e gerenciar isso é importante. A privacidade é importante e, claro, garantir a inovação e a concorrência e a pesquisa também é importante. A questão que eu acho que temos que lidar é que quebrar essas empresas [grandes companhias] não melhoraria nenhum desses problemas", argumenta.

Zuckerberg ainda defendeu que por ter em mãos sistemas como Instagram e WhatsApp, o Facebook consegue gerar mais inovação e pensar em soluções para os problemas.

"Acho que seria muito difícil argumentar que qualquer tipo de inovação ou competição no ecossistema mais amplo foi diminuída devido ao trabalho e a inovação que trouxemos para ele",  comentou quando questionado sobre a fusão das empresas.

A conversa completa está disponível no YouTube:

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Zuckerberg defende que divisão do Facebook não resolve nada