O Facebook baniu mais de 2,2 bilhões de contas falsas nos três primeiros de 2019, ou seja, praticamente o mesmo número de pessoas ‘reais’ que usam a rede social. A confirmação veio nesta quinta-feira (23) no relatório Community Standards Enforcement, um material que detalha esforços de cibersegurança na plataforma para bloquear ou excluir spam e conteúdos falsos, abusivos e ilegais.

O discurso de ódio também foi caçado pelo Facebook no último trimestre

Entre os conteúdos proibidos pelo Facebook, estão: nudez e atividade sexual de adultos, intimidação e assédio, nudez infantil e exploração sexual de crianças, relatos falsos, discurso de ódio, produtos regulamentados, spam, propaganda terrorista global, violência e conteúdo gráfico. Dados que você encontra mais abaixo também indicam que o discurso de ódio está sendo caçado na plataforma.

“Nossas ações incluem remover o conteúdo, aplicar uma tela de aviso ao conteúdo ou desativar contas (...) A quantidade de contas que derrubamos aumentou devido a ataques automáticos de agentes mal-intencionados que tentam criar grandes volumes de contas ao mesmo tempo", diz a rede social em post de blog.

O Facebook também revelou algumas métricas interessantes:

  • Para cada 10 mil visualizações de conteúdos na rede social, 11 a 14 visualizações continham conteúdo que violava a política de nudez e atividade sexual para adultos
  • Pra cada 10 mil vezes que as pessoas visualizaram conteúdo na rede social, 25 exibições continham conteúdo que violava a política de violência e conteúdo gráfico
  • Para contas falsas, o Facebook estima que 5% das contas ativas mensalmente são ilegais

O Facebook também registrou um aumento ao tomar medidas mais duras: enquanto 2,2 bilhões de contas foram banidas no primeiro trimestre de 2019, em 2018, “apenas” 1,2 bilhão foram removidas no último trimestre de 2018. Vale notar que a rede social possui 2,38 bilhões de usuários genuínos mensalmente, segundo o Business Insider.

Para incitação ao ódio, agora detectamos 65% do conteúdo que removemos de maneira pró-ativa

Sobre o discurso de ódio, os números também cresceram: 2,5 milhões de posts removidos no primeiro trimestre de 2018, para 3,3 milhões nos últimos três meses do ano passado e batendo 4 milhões de publicações removidas no primeiro trimestre de 2019.

“Para incitação ao ódio, agora detectamos 65% do conteúdo que removemos de maneira pró-ativa, um aumento de 24% em cerca de um ano, quando compartilhamos nossos esforços pela primeira vez. No primeiro trimestre de 2019, cancelamos 4 milhões de postagens por discursos de ódio e continuamos a investir em tecnologia para expandir nossa capacidade de detectar esse conteúdo em diferentes idiomas e regiões”, diz o Facebook.

Acompanhe abaixo a tabela com as porcentagens:

facebookConteúdo malicioso

Cupons de desconto TecMundo: