Facebook anuncia ampliação de política de remoção de grupos e páginas

1 min de leitura
Imagem de: Facebook anuncia ampliação de política de remoção de grupos e páginas
Avatar do autor

Facebook poderá remover páginas e grupos, mesmo quando não houver violação de suas políticas de publicação. A rede social anunciou oficialmente que isso será feito para evitar que contas já deletadas voltem às atividades por meio de outras contas paralelas. Antes, para que isso acontecesse, era necessário que essas regras fossem quebradas, sinalizadas por usuários e comprovadas pela equipe do Facebook.

Agora, a rede social poderá desativar páginas ou grupos somente devido à sua filiação com os já eliminados. Nesse caso, isso acontecerá após uma investigação sobre possíveis equivalências em suas origens e movimentações, como administradores e atividades em comum. Contudo, não foi indicada a data em que a nova política entrará em vigor, apenas que deve acontecer nas próximas semanas.

Facebook inclui nova guia com informações sobre postagens removidas

A companhia também divulgou a adição da “Quality page” ou “Qualidade da página”, uma nova guia na área de gerenciamento de páginas, destinada a apresentar aos administradores mais detalhes sobre posts e outros materiais removidos por descumprirem os padrões de comunidade da rede social. Nesse caso, serão incluídas informações avaliadas por verificadores de fatos, que poderão ser classificadas conforme seu teor de veracidade: “falsa”, “mista” ou “título falso”.

Na nova aba, ainda serão apresentados dados sobre as categorias dos conteúdos deletados: “discurso de ódio, violência plausível, assédio ou intimidação, produtos controlados, nudez ou atividade sexual e apoio ou elogios de pessoas ou eventos não autorizados pelo Facebook”. Entretanto, nem todos os tipos de  infrações serão expostos inicialmente, como será o caso de spam, clickbait e violação de IP.

Imagem: Reprodução/Facebook Newsroom

Com isso, fica evidente mais uma tentativa do Facebook para ampliar seu rigor sobre essas práticas, após escândalos envolvendo vazamento de dados de usuários, propagandas e fake news. Mas não se sabe ao certo qual será a efetividade ou o modo de aplicação dessas mudanças diante de casos de perfis anônimos, por exemplo. Afinal, nem sempre uma página ou um grupo parte de uma conta com dados pessoais verdadeiros.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook anuncia ampliação de política de remoção de grupos e páginas