Que o Facebook vem sofrendo uma debandada de seus usuários mais jovens, já há algumas temporadas, isso não é novidade para ninguém. A própria companhia está bem ciente que anda virando aquele tiozão cheio de piadas velhas e por isso mesmo vem buscando desesperadamente por algo que traga de volta ou mantenha a garotada na rede social.

A própria companhia confirmou que vem trabalhando na novidade, mas não quis fazer uma declaração oficial a respeito

O Stories até que conseguiu fazer esse papel, de forma tímida. Mas o que Mark Zuckerberg quer mesmo é algo que tenha mais consistência e força nas faixas etárias inferiores, o suficiente para monetizar suas atualizações. Iniciativas como o streaming de vídeos Watch e o criador de vídeos rápidos Lasso não deram certo e agora a empresa estaria trabalhando secretamente em uma nova frente, o LOL — uma referência a “laughing out loud” (“rindo alto”) ou “lots of laughs” (“muitas risadas”).

Várias fontes ligadas à ferramenta confirmam que o LOL seria algo dedicado apenas aos clipes de humor e GIFs, divididos nas categorias “For You” (“Para você”), “Animals” (“Animais”), “Fails” (“Fracassos”), “Pranks” (“Pegadinhas”) e outros conteúdos oriundos do próprio Feed de Notícias e das páginas sobre memes mais acessadas do Facebook.

facebookFonte: TechCrunch

Segundo essas pessoas que utilizaram, a ferramenta ainda tem um design muito “cru” e flerta com uma navegação semelhante ao do Instagram. A ideia é oferecer entretenimento rápido e personalizável, com a ajuda dos algoritmos.

Beta vem sendo testado em colégios norte-americanos

O beta do LOL atualmente vem sendo testado em 100 colégios norte-americanos, sob acordo de não divulgação e com o consentimento dos pais. Em resposta ao TechCrunch, a rede social confirmou a iniciativa, no lugar da aba do Watch, mas comentou que tudo ainda vem sendo avaliado e não dá para adiantar se a novidade virá como um recurso separado ou integrado ou até como um app derivado.

Há uma certa preocupação sobre a velocidade de atualização do LOL, pois os memes podem sumir na mesma velocidade que aparecem. Outra questão que pode incomodar a audiência mais jovem é a “pose forçada” de uma plataforma de humor — investidas mais autênticas costumam ser bem-sucedidas.

facebookFonte: TechCrunch

Ainda não há uma avaliação consistente sobre a novidade, nem se ela será realmente efetivada ou quando seria liberada.

Cupons de desconto TecMundo: