O Facebook tem diversas maneiras de descobrir a sua localização: check-ins, marcação de locais em fotos de amigos ou nas que você posta e até mesmo informações do GPS, caso você acesse a rede a partir de um celular. O rastreamento fornece dados para anunciantes direcionarem publicidade de acordo com a sua posição geográfica, mas pode ser desativado, certo? Errado!

Segundo descobriu a professora associada Aleksandra Korolova, da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, mesmo com todas as funções de localização desativadas e sem fazer check-ins ou postar fotos, ainda assim o Facebook continua rastreando você. E simplesmente não há como desativar essa função, que fica bem escondida do grande público.

Ela garante ter limpado o histórico de localização e desativado todos os serviços de rastreamento do Facebook nas configurações de privacidade da rede, permanecido assim durante vários meses. Porém, isso não foi o suficiente para deixar de receber anúncios baseados em localização, com a rede mostrando anúncios direcionados usando, inclusive, a localização em viagens a trabalho ou passeio.

“Meu perfil não contém a minha cidade atual, não posto fotos no Facebook há anos, não posto conteúdo marcando a localização nem faço check-in nos lugares”, prossegue Korolova. “Não dou acesso à minha localização a WhatsApp, Instagram ou Facebook Messenger. Não procuro por lugares no Facebook. Ainda assim, os anúncios baseados em localização usando a minha localização atual continuam aparecendo.”

facebook adsOs anúncios do Facebook vão pegar você não importa onde. (Fonte: Shutterstock)

Como o Facebook descobre a sua localização

O Facebook informa que obtém a sua localização a partir dos lugares onde você se conecta à internet e utiliza seu telefone, mas não explica as limitações dos controles de privacidade. “O que ele não menciona é que usar todos os controles de localização não vai impedir a companhia de realizar grandes esforços para obter dados e usar a sua localização para fins de publicidade”, escreve a professora.

Em suma, a resposta ao questionamento acima vem dos materiais usados pelo Facebook direcionados aos anunciantes: a rede afirma que descobre a localização de seus usuários a partir de endereço de IP e conexões Bluetooth e WiFi utilizadas. E não há como desativar esse tipo de rastreamento.

A professora cita que a segmentação dos anúncios no Facebook é feita por áreas bem pequenas, permitindo que campanhas sejam direcionadas a pessoas que visitaram ou vivem em lugares e regiões específicas. “E como as pessoas não podem interromper o Facebook de deduzir ou usar a sua localização para publicidade, elas também não podem evitar esse tipo de anúncio”, comenta.

FacebookFacebook monitora os seus passos mesmo que você não queira, revela a Korolova. (Fonte: Facebook)

Longe do ideal

Para Korolova, o Facebook deveria mudar a sua política quanto à localização e “dar aos usuários controles significativos sobre a informação de localização que ele coleta, infere e usa para publicidade”. Além disso, a professora sugere que a rede não deveria permitir o direcionamento de publicidade a “pequenas regiões geográficas”.

O TecMundo entrou em contato com o Facebook, mas não obteve resposta até o fechamento desta notícia — a publicação será atualizada assim que houver uma posição da empresa sobre o tema.

Cupons de desconto TecMundo: