Se você costuma acompanhar as redes sociais e as notícias, deve saber que o conteúdo veiculado ali pode ter papel decisivo em diversas situações – principalmente no que diz respeito à política. Muito disso tem a ver com a atuação dos algoritmos de plataformas como Twitter e Facebook, que podem acabar contribuindo para influenciar as opiniões dos usuários.

Pensando nisso, Jack Dorsey, o CEO do Twitter, está tentando buscar alguma solução para evitar que os posts publicados no site reforcem visões políticas ou posicionamentos por mostrarem aquilo que os usuários, em teoria, querem ver.

O próprio Dorsey acredita que o Twitter realmente contribuiu para filtrar as bolhas que são formadas nesse processo e que isso é um problema, portanto é preciso que o site forneça meios de evitar que isso continue ocorrendo.

Na verdade, de acordo com ele, o próprio Twitter possui uma ferramenta que indica aos usuários que sigam perfis específicos. Assim, se eles seguissem certos assuntos ou interesses, seria mais fácil a visualização de tweets de pessoas com pontos de vistas diferentes. Por isso, é necessário que os desenvolvedores busquem ainda mais formas de quebrar as bolhas que surgem na plataforma.

Acontece que essa é uma discussão delicada, já que pode acabar caindo em questões envolvendo a liberdade de expressão e a censura. Para Dorsey, o Twitter deve garantir a conversa pública entre os usuários, mas isso só deve realmente acontecer se os usuários se sentirem em segurança e que não estejam sendo silenciados de alguma forma.