Você já deve ter visto uma mesma informação ser publicada de maneira ilegal por sites duvidosos e páginas que simplesmente modificam pouca coisa — ou nada — para chamar o conteúdo de seu e ganhar espaço no Feed de Notícias do Facebook. Isso não somente polui a experiência na rede social, como também favorece a proliferação de fake news. Agora, a plataforma promete agir com mais rigor contra essa prática.

Segundo o TechCrunch, a companhia adiantou que trabalha em um sistema que automaticamente diminui a relevância do material no caso da combinação entre uma nova sinalização sobre a autenticidade do conteúdo, juntamente com as manchetes do tipo clickbait e páginas de destino repletas de anúncios de baixa qualidade.

facebookExemplo de conteúdo simplesmente republicado por um site, sem autorização, a partir do material original do TechCrunch. Fonte: TechCrunch

Essa mudança acontece após uma pesquisa feita pelo próprio Facebook com entrevistas presenciais em que os usuários disseram detestar ler conteúdo plagiado. A lógica é: se a propriedade intelectual roubada receber menos distribuição do Feed de Notícias, ela receberá menos tráfego de referência e assim ganhará menos receita com publicidade — com isso, espera-se que haverá menos atrativos para os criminosos se apossarem de artigos, fotos e vídeos.

Nova sinalização funciona com algoritmos

E como a rede social vai fazer isso? Bem, da mesma forma que os algoritmos selecionam o material mais relevante para o seu Feed de Notícias. A inteligência artificial (IA) vai comparar o conteúdo do texto principal em um arquivo com outras produções para encontrar possíveis correspondências — quanto mais houver, menor será o ranking da página nessa nova sinalização.

"A partir de hoje, estamos lançando uma atualização para que as pessoas vejam menos postagens provenientes de sites de baixa qualidade que copiam e republicam conteúdo de outros sites sem fornecer um valor exclusivo. Estamos ajustando nossas diretrizes de publicação de acordo com essas novas medidas”, confirma o Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: