Snapchat vem tentando sair do vermelho com novidades que possam utilizar melhor o potencial de sua plataforma — especialmente depois que o Instagram, o Facebook e outras companhias “emprestaram” várias de suas funcionalidades em seus próprios apps. Uma novidade vem justamente para monetizar o material captado via câmera dos dispositivos.

A funcionalidade parece bastante com o que as Google Lens já são capazes: basta você apontar o sensor de seu smartphone para um objeto e segurar um pouco o toque sobre a tela para que apareça um card da Amazon — claro que é necessário que esse item esteja no catálogo de vendas da gigante varejista.

A ideia, é, claro, que você explore o conteúdo que pipocou no display e, possivelmente, concretize a compra do produto por meio de redirecionamento para a página de pagamento. É algo parecido com o que a companhia já fez em 2016 com a integração com o Shazam, para a compra de faixas musicais. O recurso está em fase de testes com um número limitado de usuários e ainda não há previsão de quando ele possa ser lançado oficialmente.

snapachat

Como um estudo encomendado pela Snap recentemente descobriu que os Snappers norte-americanos são 20% mais propensos a comprar algo usando o telefone e 60% são mais inclinados a obter itens impulsivamente dessa forma, a ideia é capitalizar sobre seu público — que ainda é grande mas vem caindo bastante diariamente desde o final do segundo trimestre desta temporada.