Aparentemente, a profissão informada pelas pessoas no Tinder tem uma influência considerável sobre a quantidade de matches que cada pessoa recebe. O app de encontros fez um levantamento para o UOL e revelou que profissões relacionadas à área da saúde e das exatas são, ao que parece, as mais “buscadas” por possíveis parceiros.

Em outras palavras, se você diz que é médico ou cirurgiã dentista no Tinder, seu perfil vai bombar de pretendentes. Por um lado, isso é excelente para pessoal dessas áreas, mas deixa todo mundo que cursou ou trabalha com humanas chupando dedo.

As profissões relacionadas são as que mais rendem possíveis encontros para os usuários

Dessa forma, os dois rankings que você vê a seguir foram montados pelo Tinder filtrando por profissão a quantidade total de matches que a plataforma registrou em todo o mundo. Ou seja, as profissões relacionadas são as que mais rendem possíveis encontros para os usuários.

É importante destacar que a única distinção feita nesses rankings é a do sexo informado pelos usuários: mulheres ou homens. Dessa forma, todos os matches entre casais homo e heterossexuais entraram no mesmo bolo. Confira o resultado:

Profissões das mulheres

  1. Cirurgiã dentista
  2. Nutricionista
  3. Advogada
  4. Maquiadora
  5. Estilista
  6. Farmacêutica
  7. Professora de dança
  8. Fisioterapeuta
  9. Arquiteta
  10. Psicóloga

Profissões dos homens

  1. Médico
  2. Engenheiro civil
  3. Visual Merchandiser
  4. Arquiteto
  5. Modelo
  6. Dentista
  7. Geólogo
  8. Cabeleireiro
  9. Enfermeiro
  10. Advogado